Impulsionar publicações no Facebook vale a pena?

por | out 7, 2016 | Mídias Sociais | 52 Comentários

Foi-se o tempo em que era possível alcançar milhares de usuários do Facebook com um post não pago. O crescimento da rede e da produção de conteúdo fortaleceu a tendência para anúncios patrocinados e fez desta estratégia imprescindível para um bom Plano de Marketing Digital.

Se você ainda tem dúvidas se vale ou não a pena investir para impulsionar uma publicação no Facebook, leia este texto até o final. Vamos te mostrar por que isso é tão importante e como a sua empresa pode se beneficiar pagando menos por isso.

O alcance orgânico do Facebook caiu

Muitas empresas já perceberam que o alcance de suas postagens não pagas já não é mais o mesmo no Facebook. Estudos recentes mostram que apenas 3% dos seus fãs e seguidores vêem suas postagens de forma orgânica, ou seja, sem investimentos.

Algumas delas acreditam, inclusive, que as mudanças que ocasionaram essa queda são estratégias do Facebook para obrigar as empresas a pagarem por anúncios e pelo impulsionamento de suas publicações. De acordo com a própria rede, a intenção não é necessariamente essa. Eles explicam que a queda do alcance orgânico das postagens foi uma consequência inevitável do crescimento da rede e do aumento de conteúdo veiculado.

Brian Boland, líder do time de marketing de produtos para anúncios do Facebook, explica que a queda ocorreu por uma razão: a cada dia mais e mais conteúdo é criado e compartilhado, o que faz com que exista uma média de 1.500 histórias para cada vez que um usuário acessa seu perfil na rede.

Para pessoas com alto engajamento na rede, chegam a existir mais de 15 mil histórias por acesso. Ou seja, existem mais histórias do que capacidade para o consumo das mesmas. Para que um feed não fique desinteressante ou repleto de posts comerciais, o próprio Facebook faz uma filtragem, de acordo com o perfil e preferências de cada usuário. Assim, muitas pessoas deixam de ver algumas postagens, inclusive das páginas que elas mesmas curtiram. Das 1.500 histórias que poderiam ser vistas, cada usuário vê, em média, 300 por acesso.

Independentemente dos motivos que levaram à essa queda, uma coisa é certa: é preciso investir para impulsionar as publicações de sua empresa e dar lugar de destaque a ela na linha do tempo dos seus fãs.

Vantagens em impulsionar sua publicação

A primeira grande vantagem em impulsionar uma publicação é a garantia de que ela aparecerá no feed dos seus seguidores. É possível, inclusive, fixá-la, colocando-a no canto superior do feed. Esta localização é estratégica, já que é o primeiro local para onde dirigimos o olhar quando acessamos o Facebook.

Outra vantagem da publicação patrocinada é a possibilidade de segmentar quem poderá visualizá-la. Você pode escolher se o post será visto por todos os que curtiram sua página e também os amigos desses seguidores, ou selecionar quem verá o anúncio. Essa opção permite que você direcione campanhas para clientes, faça enquetes com os membros mais engajados ou envie promoções somente para aqueles que nunca curtiram, compartilharam ou comentaram um post seu.

Quando você preenche o seu orçamento máximo para impulsionar determinado post (sim, é possível fazer isso e não estourar seu orçamento!), o Facebook te mostrará quantas pessoas serão alcançadas com a ação. A rede considera a timeline dos seus fãs e os amigos deles, que também poderão ver sua publicação. Você também pode definir por quantos dias sua publicação deve ser veiculada.

Digamos que sua Fan Page tenha mil seguidores atualmente. Um anúncio ou post não patrocinado será visto (com sorte) por apenas 30 deles. Com baixos investimentos você pode impulsionar a mesma publicação e multiplicar em milhares de vezes essa estatística.

Atualização do post para 2016

Este artigo foi escrito em Julho de 2014 e nesses 2 anos o Facebook continuou alterando a maneira como escolhe o que aparece no seu timeline. Veja o que mudou no nosso novo post, disponível no link abaixo:

Por que impulsionar publicações no Facebook é mais importante do que nunca

Um caso real:

Em Abril de 2015 rodamos uma campanha no Facebook e Youtube e tivemos resultados interessantes. Se você quiser saber o que aconteceu, o artigo está disponível no link abaixo.

E-book: Facebook ADs vs Youtube ADs

Curtiu?

Compartilhe nas mídias sociais.