Como um CMO deve encarar o Marketing Digital

por | jan 27, 2017 | 0 Comentários

Quando a web começou a ser explorada comercialmente, o trabalho dos departamentos de marketing voltado para o digital se resumia em auxiliar na produção de um site institucional e enviar malas diretas por e-mail.

À medida em que a internet se tornou o espaço para a busca de informações sobre produtos e serviços e as redes sociais começaram a fazer parte do mundo corporativo, os diretores de marketing tiveram o desafio de convencer os executivos das empresas sobre a importância do marketing digital para a gestão do relacionamento com os consumidores.

Hoje as ações e campanhas online têm um papel bem maior. Isso porque elas agregam inúmeras funções para potencializar o trabalho de todo o departamento de marketing, já que lidam com ferramentas que apresentam resultados mais certeiros e participam de forma direta da construção das marcas.

O CMO (Chief Marketing Officer) que negligencia o papel do marketing digital, abre mão de inúmeras possibilidades de construir uma marca sólida, buscar e fidelizar consumidores e aumentar a receita da empresa. Para que o seu negócio não cometa este erro, saiba como os diretores de marketing devem encarar as ações e campanhas feitas no meio online.

Como instrumento de construção de marca

Segundo dados do Facebook do final de 2016, somos mais de 1,1 bilhões de usuários conectados por dia. Das 24 horas por dia, ficamos quase uma hora na combinação Facebook/Messenger/Instagram. Com isso, garantir a presença digital de um negócio nas principais redes sociais é essencial para construir e posicionar sua marca frente a seu público.

Por meio da produção de conteúdo relevante é possível divulgar nos canais digitais conceitos e valores da sua marca e proporcionar experiências para que o seu público se identifique cada vez mais com os produtos e serviços da empresa.

Brand Monitoring no mundo digital

Se há uma coisa que assusta um CMO é manter o controle sobre o que está sendo falado sobre sua marca no mundo digital. Hoje temos que monitorar: Facebook, Twitter, LinkedIn, Snapchat, Instagram, Youtube, Reclame Aqui, blogs de influenciadores, e muito mais.

Mesmo que sua marca ainda não esteja muito presente no mundo digital, é melhor evitar riscos e já se preparar. Uma publicação pode viralizar rapidamente e estragar uma reputação construída ao longo de anos. Isso torna-se ainda pior quando a empresa está totalmente fora das mídias sociais e tem que começar do zero, gerenciando uma crise.

Como ferramenta de geração de negócios

Uma das principais funções do marketing digital é proporcionar à equipe de vendas mais oportunidades de negócios, ou leads como são conhecidos no mundo digital. Ou seja, atrair visitantes para os canais digitais da empresa e transformá-los em leads qualificados para que os vendedores façam uma abordagem no momento mais propício.

Nesse sentido, os CMOs devem identificar os canais mais acessados pelo seu público-alvo e qual tipo de conteúdo é mais interesse para gerar tráfego orgânico. É importante ainda estudar uma estratégia de mídia paga, como por exemplo: AdWords, Facebook Ads, Twitter Ads, Native Ads e muitas outras.

Tenha em mente que seu site não é apenas um espaço para divulgação de informações institucionais, mas principalmente o principal ambiente digital para fechar mais negócios. A próxima etapa é converter os visitantes em leads, por meio de iscas digitais e landing pages.

Como meio de integração entre canais

Foi-se o tempo em que ações isoladas davam grandes resultados. Agora, cada tipo de público – dependendo de faixa etária, gênero e interesses – participa ou interage de forma mais ativa em um determinado canal. Para potencializar os resultados de uma ação, o ideal é integrar todos os pontos de contato que seu negócio tem com o público.

Afinal, a web permite uma série de ações de cross-media inovadoras. É possível, por exemplo, utilizar o e-mail marketing para divulgar o lançamento do aplicativo de um e-commerce, associar o download a um desconto na primeira compra feita no app e estabelecer um programa de pontos a todos que visitarem a sua loja física e apresentarem um QR Code. Isso com certeza aumenta o engajamento.

Como um termômetro para análise de resultado

As tecnologias utilizadas nos canais digitais contam com maneiras mais assertivas para mensurar os resultados. Hoje é possível saber quantas mensagens foram abertas, quantas clicadas e quantas convertidas em uma campanha de e-mail marketing.

Por meio das ferramentas do analytics, você também descobre quantas pessoas visitaram um site, quais páginas são as mais acessadas, quais produtos e informações mais procurados, quantas landing pages ajudaram na conversão de leads, quais posts nas redes sociais tiveram maior alcance e mais engajamento.

Quando cruzadas, estas informações resultam em métricas que facilitam a verificação dos resultados e, melhor, apontam quais ações dão certo com o seu público e o que precisa ser melhorado. Esta característica de mensuração mais precisa do marketing digital é uma grande aliada do marketing tradicional.

De fato, a internet oferece muitas oportunidades que permitem aos departamentos de marketing inovar e ter um feedback em tempo real. E é por tudo isso que o marketing digital deve ser visto como um investimento.

E na sua empresa, marketing digital é encarado com seriedade? Qual a importância das ações online nas suas estratégias? Divida sua experiência com a gente nos comentários.

Curtiu?

Compartilhe nas mídias sociais.